7 extinções mais misteriosas da história

0
53

A diversidade que paira sobre o nosso planeta é realmente fascinante. Afinal, ele é composto por aproximadamente 8,7 milhões de espécies diferentes, sendo que 6,5 milhões destas seriam terrestres e 2,2 milhões aquáticas. E, ainda assim, esse número é apenas uma estimativa e cerca de 91% das aquáticas e 86% das terrestres permanece desconhecida. Esse fato faz com que as pessoas entendam melhor o quão grande o universo a nossa volta pode ser.

O problema é que, por mais perfeito que todo esse sistema pareça ser, ele está em desequilíbrio a um bom tempo e tem gerado consequências. O que, infelizmente, tem feito com que muitas espécies acabem entrando em extinção por isso no decorrer dos anos. E, para você ter uma ideia, apenas no Brasil, cerca de 1000 espécies animais se encontram em risco de extinção. Chegando a incluir alguns conhecidos como a arara-azul, o mico-leão-dourado, a onça-pintada e o tamanduá-bandeira.

Mas, ainda que esse ponto crucial acabe chegando para algumas espécies, devido algum fator natural ou humano, algumas delas parecem ter desaparecido de forma misteriosa. Tendo, portanto, uma extinção um tanto quanto suspeita. E essas são algumas daquelas que se enquadram nesse quesito!

1 – Rocky Mountain locust

A maioria das pessoas acaba considerando os insetos como pragas que, portanto, são sempre vistas aos montes e passam longe da ideia preconcebida das espécies que poderiam entrar em extinção. Mas, mesmo assim, esse acabou sendo o final trágico para essa espécie de gafanhoto. O problema é que a extinção dessa espécie acabou sendo muito rápida. Afinal, entre os anos 1873 e 1877, a espécie foi responsável por centenas de milhões de dólares em danos causados a plantações no Centro-Oeste dos Estados Unidos, e depois disso acabaram sendo extintos em menos de 30 anos.

Agora, o que teria causado essa extinção massiva? O fato é que ela foi mais rápida do que o esperado e provavelmente não foi causada por um exército de fazendeiros revoltados, certo? A quem acredite que isso pode ter acontecido devido a aração e irrigação feita pelos agricultores que fez com que os ovos dos gafanhotos fossem danificados. Ou mesmo pela falta de variedade genética. Mas, mesmo com essas especulações, não existe uma resposta amplamente aceita para esse fato.

2 – Megalodon

Um fato curioso sobre essa espécie de tubarão é que, a aproximadamente 28 milhões e 1,5 milhões de anos atrás, eles acabaram sendo os responsáveis pelo domínio do oceano. Isso porque, esses predadores gigantes chegavam a medir 18 metros de comprimento e pesavam cerca de 100 toneladas. Sem falar nos seus dentes de 18 centímetros. Ou seja, o que poderia ter causado a extinção de um animal dominante como esse. Afinal, se fizermos uma comparação entre esse animal histórico e o famoso tubarão branco, o mesmo não teria nem chance contra o seu ancestral – já que ele dificilmente chega a medir 6 metros.

E, pensando nisso, como um animal como esse, que se encontrava no topo da cadeia alimentar, poderia ter sido extinto? Existem algumas teorias dispostas a justificar esse desaparecimento. Algumas delas afirmam que isso teria acontecido devido o resfriamento do oceano, a queda do nível do mar ou mesmo o desaparecimento das suas presas gigantes. Mas, ainda assim, nenhuma delas é definitiva.

3 – Mamute-lanoso

Depois da famosa série de animações intitulada como ‘A Era do Gelo‘, é realmente difícil encontrar alguém que não ame os mamutes. Afinal de contas, eles são grandes e peludos, o que torna realmente difícil não criar afeição por eles. Mas, apesar de saberem que essa espécie animal está extinta a milhares de anos, não sabemos exatamente como isso veio a acontecer. Os fatos são que, a aproximadamente 250 mil anos, eles acabaram vivendo sobre algumas partes da América do Norte, Europa e Ásia.

O problema foi que, por algum motivo, grande parte deles acabaram desaparecendo do mapa por volta de 10 mil anos atrás. Mas, ainda assim, parte dos animais conseguiu sobreviver na Ilha Wrangel, que fica no Oceano Ártico, até mais ou menos 3.700 anos atrás. E foi depois desse momento que eles realmente entraram em extinção. Mas, mesmo com todo o interesse que ronda essa espécie, a causa real para o seu desaparecimento ainda é um mistério. Alguns afirmam que isso teria acontecido devido mudanças globais ou pelo fato de que os primeiros humanos provavelmente chegaram a caçar os mamutes até que se extinguissem. Só que, outra vez, nada disso foi definido e a Nature Communications chegou a afirmar no dia 12 de junho de 2012 que isso teria acontecido devido um copilado de eventos.

4 – Potorous platyops

Assim como diversas outras espécies de marsupiais que viviam na Austrália antes da colonização, elas acabaram sendo extintas com a chegada dos europeus. Mas, ainda que muitos deles não tenham conseguido sobreviver por conta da limpeza das terras, feitas pelos ingleses, ou pelas raposas que acabaram sendo levadas até a região, a extinção dessa espécie em específico nunca foi realmente explicada. Talvez eles tenham desaparecido juntamente com os demais marsupiais, talvez não.

5 – Atelopus longirostris

Algumas pessoas podem não ficar assim tão decepcionadas com o desaparecimento desse pequeno animal. Isso porque, por algum motivo, a maioria tem certa fobia de sapos e essa espécie não seria diferente. Ainda assim, o seu desaparecimento é uma triste perda. O fato é que ele acabou não sendo mais visto depois de 1989 e foi dado como extinto por conta disso. Ele era nativo de florestas úmidas no Equador e não recebeu nenhuma justificativa real para a sua extinção.

A quem diga que ela pode ter sido causada pela doença infecciosa denominada como quitridiomicose. Ela é causada pelo  fungo Batrachochytrium dendrobatidis e é conhecida por ser uma assassina de sapos entre os biólogos.

6 – Ave Elefante

Apesar de não ser tão comentada quanto o famoso dodô, essa espécie de ave também acabou entrando em extinção e hoje já não se encontra mais entre nós. Essa ave gigante tinha uma média de 3 metros de altura e pesava mais ou menos 450 kg antes de desaparecer. E, a causa que justificaria esse ocorrido ainda é discutível. Isso porque ela acaba mudando de acordo com quem você pergunta. Alguns dizem que isso pode ter acontecido a perda de seu habitat natural causada pelos humanos, ou pela caça dos seus ovos – que eram cerca de 150 vezes o volume do ovo de uma galinha.

7 – Neandertais

Essa é uma das mais importantes extinções relacionadas aos seres humanos. Afinal, ela diz respeito a um de nossos ancestrais. E, ainda assim, não tem uma justificativa clara para o seu desaparecimento. Os Neandertais acabaram entrando em extinção a aproximadamente 30 mil anos e as opiniões sobre o que causou isso ainda são bem variadas. Enquanto alguns dizem que isso pode ter acontecido devido fatores climáticos, outros afirmam que o humano foi o culpado. Afinal, com o surgimento das espécies mais evoluídas, elas podem ter se voltado contra os demais em um provável genocídio. Outra possibilidade abordada é que, inconscientemente, as outras espécies de seres humanos poderiam ter causado doenças fatais em seus ancestrais.

O que acharam desses desaparecimentos questionáveis? É realmente estranho ver como algumas espécies acabaram entrando em extinção tão misteriosamente, concorda? Comenta aí em baixo o que acha que aconteceu com elas!

Fonte: Fatos Desconhecidos

Apoiadores:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui