7 mulheres policiais que são verdadeiras super heroínas

0
127

Escutamos vários casos onde homens policiais salvam a vida de pessoas, mas e quando as mulheres são as heroínas da história, vocês conhecem alguns casos assim? Pois bem, caros amigos, como no fim de semana do dias das mães teve um acontecimento onde uma policial mulher reagiu a um assalto e matou um criminosos, resolvemos trazer outras histórias parecidas, inclusive a da policial de Suzano.

Para provar para vocês que isso não é tão incomum como as pessoas pensam, fizemos uma lista de casos onde as heroínas foram mulheres. Então, confiram agora a nossa matéria com as 7 mulheres policiais que são verdadeiros super heroínas:

1 – A major que protege 629 mulheres brasileiras

Denice Santiago, uma major de 45 anos de idade, comanda a Ronda Maria da Penha, uma unidade da Polícia Militar baiana que acompanha mulheres sob medida protetiva judicial. Quem são? Mulheres que enfrentam o machismo e a brutalidade de familiares, como marido, pai, irmão e vizinhos.

Denice estudou em escola pública e em 1990, quando terminou o ensino médio, entrou como sargento. Dois anos depois, ingressou na 1º turma aberta para oficiais mulheres e hoje é uma das duas únicas oficiais a ocupar posto do comando da PM baiana.

2 – Sarah Onofrychuk

Sarah Onofrychuk foi uma mulher que salvou vidas tanto na vida quanto na morte. Infelizmente ela morreu há algum tempo devido a um derrame grave. Como ela salvou pessoas em vida? Em 2010, por exemplo, ela subjugou um homem com problemas mentais que estava armado e ameaçando tirar sua própria vida. Agora querem saber como ela salvou vidas depois de morrer? Bom, Sarah era doadora de órgão e isso foi uma das coisas que confortou um pouco da família, pois eles sabiam que um pouquinho dela iria ‘continuar’ em outras vidas.

2 – Sangeeta Dubey

Uma mulher chamada Sangeeta Dubey, da polícia de Mumbai, estava em um trem e notou algo desconfortável. Segundo sites locais, um viciado em drogas começou a se despir na frente de três mulheres e depois agarrou uma delas. Como elas estavam na primeira classe, ficaram excluídas sa segunda classe por uma grade.

Pois bem, mas quando o cara se aproximou de tal grande, Dubey não pensou duas vezes e o agarrou pelo pescoço, mantendo-se na mesma posição até a parada do próximo ponto. O cara foi preso e Sangeeta Dubey teve um dia de heroína na sua vida.

4 – Veronica Coutinho

Curchorém Cacora, no estado indiano de Goa, uma mulher salvou várias pessoas de uma enchente no seu horário de folga. O incidente começou quando o estado foi atingido por um período de chuva torrencial, no último dia 12 desse mês. Verônica Coutinho mora perto do local e atravessou a inundação e levou outros moradores locais para resgatar os vizinhos que estavam presos em suas casas. Coutinho convocou um serviço de guindaste particular e requisitou seus serviços. Ela salvou várias pessoas de serem mortas pela água, inclusive muitas crianças.

5 – Michelle Burton

Nem todos os bebês nascem tendo pais amorosos e atenciosos. Essa menininha tinha apenas um mês de idade quando seus pais morreram de overdose e a deixaram sozinha e trancada em um apartamento. Felizmente, a policial Michelle Burton, foi até o lugar e encontrou o bebê que nós citamos e mais 4 crianças, uma de 7, 3 e 2 anos.

Michelle diz que o bebê estava deitado e com fome, acreditando que ela não era alimentada há algumas horas. Ela alimentou a criança, que logo adormeceu em seu ombro. A foto comovente desse momento se tornou viral na internet.

6 – Luisa Fernanda Urrea

Na Colômbia, mais uma policial que salvou a vida de um bebê. Com apenas uma hora de idade, o bebê tinha sido jogado no mato e estava com parte do cordão umbilical. A policial Luisa Fernanda Urrea, que havia se tornado mãe recentemente, alimentou e ajudou a cuidar da criança. A criança estava com sinais de hipotermia. Segundo a policial, ela ficou sensibilizada porque o bebê chorava com muita fome. A criança foi salva e hoje está em um programa de adoção.

7 – Kátia da Silva Sastre

Na manhã do último dia 12, a policial Kátia da Silva Sastre teve um ato de coragem diante de uma situação difícil. Ela reagiu a um assalto, atirou e matou um ladrão na porta da escola de sua filha enquanto estava de folga. O acontecido ocorreu na cidade de Suzano, estado de São Paulo. O sujeito estava com um revólver calibre 38 e já tinha abordado outras mães que aguardavam a abertura do portão da escola.

A policial, ao perceber que era um assalto, se afastou bem devagar, sacou a arma e disparou três vezes cotra o suspeito. O vídeo acima mostra exatamente como foi o acontecido.

Fonte: Fatos Desconhecidos

Apoiadores:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui