FLUIDOTERAPIA ESPÍRITA

0
148

A fluidoterapia dentro de uma Casa Espírita é a capacidade de influir de maneira positiva na saúde das pessoas pela transmissão de fluidos salutares através do passe, da água fluidificada e pela irradiação à distancia. O passe é comparado pelos espíritos como se fosse uma transfusão de sangue capaz de renovar as forças físicas, mas o passe é uma transfusão de energias psíquicas procedente de um reservatório ilimitado das forças espirituais. O passe não é uma técnica, é um ato de amor, não foi inventado pelo Espiritismo, mas foi estudado por ele. Jesus o utilizava para recompor energias perdidas, dispersar fluidos negativos, e como auxiliar na cura de enfermidades. Para aquele que busca receber o passe são necessários: fé, recolhimento e respeito. Na pessoa de fé, no momento de receber o passe, a sua mente e o seu coração funcionam como um poderoso imã, atraindo as forças curativas.

A água fluidificada nada mais é do que a água normal, acrescida de fluídos curadores. Esses fluídos são introduzidos pelos espíritos amigos, no intuito de colocar o medicamento necessário para o sofrimento daqueles que irão compartilha-la.

A irradiação a distância são preces feitas para irmãos que não estão no Centro Espírita, mas recebem as ondas de amor emanados por aqueles que se dispões a trabalhar no auxilio daqueles que necessitam de amparo e auxílio.

Em resumo a fluidoterapia é colocar em movimento todo o amor que já somos capazes de dispensar para todos os nossos irmãos em sofrimento. É auxiliar Nosso Irmão Maior a auxiliar aqueles que necessitam ser envolvidos em energias de luz, paz e amor.

Apoiadores:
COMPARTILHAR
Artigo anteriorI Mostra de Artesanato Rural e Economia Solidária
Próximo artigoDomicílios próprios já pagos são a maior parte no País
Horas de Luz
"Dedicamos esse espaço virtual para divulgação e exposição de ideias que visam o desenvolvimento espiritual humano, sem pretensões de deter a razão, mas compartilhar opiniões, com enfoque na Doutrina Espírita, que respeita a todas as manifestações religiosas, compreendendo que Deus, perfeitamente amoroso e justo, sabe conduzir a liberdade das manifestações humanas para a realização da sua plenitude, no amor e na justiça perfeitos. Que o bom-senso, derivado da conjugação de razão e coração, nos perdoe os erros e saiba extrair o que de bom nos oferece o debate."

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui