A DOR DE HOJE, NOSSA FORÇA AMANHÃ

0
462

Uma dor perdura o tempo quanto o coração precisa para superar aquilo que nos magoou. Nossa mente precisa reciclar o que nos aconteceu, para depois o coração nos libertar.

O sofrimento é algo cruel, não entendemos os porquês de estarmos passando por determinadas circunstâncias. Choramos, oramos, indagamos buscando respostas… Reclamamos, ficamos descontentes diante deste paredão cinza escuro qual assombra nossa vida no momento em questão.

A tristeza resultante pode até nos levar para baixo da terra, mas não nos enterrar, ela vai é nos plantar: é nisso que eu acredito. Ou seja, todo sofrimento é uma evolução, um aprendizado, uma ação, um renascer. O problema pode ser grande, mas não pode nos derrotar, pode nos dar um nó no peito, mas não pode nos destruir.

E qual deve ser nossa atitude? Se amadurecemos, podemos confiar em nossa busca por alternativas, ver que por detrás de toda dor ganhamos em sabedoria. O sofrimento vem para todos, em algum momento, isso é fato. Então devemos agir em prol do conhecimento de nós mesmos. Algumas pessoas entram em depressão e nela se afundam, outros assemelham-se às Fênix, ressurgindo das cinzas.

Com mais maturidade e conhecimento, devemos fazer deste momento a ocasião do recomeço, a oportunidade de abrir janelas, até então fechadas, para ver o sol que brilha forte, mesmo quando oculto nos dias nublados. Saiba que você consegue, que você é capaz lembrando: Tudo posso naquele que me fortalece (Filipenses 4.13). Realmente recebemos uma força divina para modificarmos nossa vida quando cremos em Deus. O amanhã será diferente, mesmo com sofrimentos, se você não cair no vale da sombra da morte.

Apoiadores:
COMPARTILHAR
Artigo anteriorSAMU realizou mais de 1 mil atendimentos
Próximo artigoSTJ autoriza suspensão da carteira de motorista de devedores
Marli Zorzan
Marli Zorzan é empresária, formada em Direito e apaixonada por leitura, diálogo, moda e pela vida. No início de sua carreira, atuou no magistério. Desde então, marcou presença na comunidade em três mandatos de vereadora, primeira presidente da Câmara, prefeita interina e Secretária de Cultura em nossa Santa Rosa do coração.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui