Polícia Civil faz operação na Fronteira Oeste para combater guerra entre facções criminosas

0
955

Disputa por territórios entre dois grupos da Região Metropolitana resultou em dois homicídios e em cinco tentativas em Itaqui

A Polícia Civil realiza, na manhã desta quarta-feira (12), uma nova operação contra a guerra entre facções criminosas responsáveis pelo tráfico de drogas e por homicídios na Fronteira Oeste. Depois de uma ação semelhante na terça-feira (11) na zona sul de Porto Alegre, agentes cumpriram 13 mandados de prisão e 32 de busca em Itaqui, Uruguaiana e São Borja, além de um mandado na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc) pela suspeita de envolvimento do líder de uma das facções, detido no local.
Participaram da operação 163 policiais, com quase 50 viaturas e com o apoio de um helicóptero.  Segundo a delegada Elisandra Batista, de Itaqui, a investigação começou em maio deste ano após um duplo homicídio na cidade. Até as 10h50, dez suspeitos haviam sido presos.
Dionata Patta Gomes e Izac Sales foram mortos, em princípio, por que atuavam em um ponto de venda de drogas. Como a disputa por território se acirrou em janeiro deste ano, após a chegada no município de uma organização criminosa da Região Metropolitana. Como outra facção já estava instalada na localidade, a guerra entre as duas resultou nos dois homicídios e em outras cinco tentativas.
Primeira Fase 
Em junho, a Polícia Civil desencadeou a primeira fase da operação, com foco no combate ao tráfico, e 10 criminosos foram presos. Nesta segunda etapa, 10 mandados de prisão temporária são contra traficantes e três de prisão preventiva são contra um mandante e dois executores do duplo assassinato. Os três são de Itaqui e o mandante tem ligação direta com o líder da facção que está na Pasc.
Os demais presos também são de Itaqui, São Borja e Uruguaiana. A polícia também investiga o crime de lavagem de dinheiro na região envolvendo uma das facções criminosas.

Fonte: Gaúcha ZH

Apoiadores:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui